Como o uso prolongado da chupeta pode afetar a saúde bucal das crianças

Atualizado: 7 de mai.

Muitas pessoas não sabem, mas a saúde bucal das crianças deve ser cuidada desde os primeiros meses de vida. Também é nos primeiros meses de vida que os pais costumam oferecer a chupeta para os bebês.

uso de chupetas


As chupetas costumam ser oferecidas como forma de acalmar as crianças quando estão chorando. Entretanto, o que pode trazer um alívio momentâneo durante a infância, pode ser a causa de sérios problemas bucais para os adultos.


Saiba mais no conteúdo abaixo.



Quais são as consequências do uso de chupeta?

A princípio, o uso da chupeta durante a primeira infância não representa riscos graves para a estrutura bucal. Mas apesar disso, pode atrapalhar outras ações, como por exemplo, a amamentação.


Além disso, as crianças que utilizam a chupeta por um longo período, possuem uma propensão maior a usar aparelho dentário móvel para corrigir os desalinhamentos causados nos dentes pelo bico de borracha.


Entre os males que o uso prolongado da chupeta podem causar, estão:


  • Mordida aberta;

  • Mordida cruzada;

  • Interfere na respiração;

  • Rejeição do seio materno;

  • Flacidez na musculatura dos lábios e língua.


De acordo com a literatura científica, os hábitos de sucção não-nutritivos podem ser danosos para a saúde das crianças, e por isso não devem ser incentivados, visando diminuir os problemas bucais no futuro.



Os problemas causados pelo uso prolongado da chupeta

Apesar de ser um objeto que acalma momentaneamente a criança, o uso da chupeta quando ultrapassa os 3 anos de idade pode causar sérios danos para a saúde bucal do adulto no futuro.


Confira a seguir quais as principais consequências do uso da chupeta:



1. Interfere negativamente na amamentação

Por não ter um bico no mesmo formato do seio materno, a criança pode acabar se acostumando com o formato do bico da chupeta e acabar rejeitando o seio da mãe na hora da amamentação.


Chupar chupeta por muito tempo também pode interferir na produção do leite materno, pois o bebê pode acabar sugando com menos intensidade o seio, desestimulando a produção de leite.



2. Prejudica a mastigação

O uso prolongado da chupeta pode a atrapalhar a mastigação da criança, isso porque ela pode começar a mastigar de forma unilateral, quando o correto é mastigar de forma bilateral.


Quando a mastigação é feita de maneira errada, pode fazer com que as mandíbulas e as estruturas do rosto se formem de maneira errada, fazendo com que a criança tenha que utilizar aparelho transparente no futuro.



3. Altera a forma da boca

As crianças que chupam chupeta podem acabar ficando com a boca virada para fora. Ou seja, o lábio invertido pode ser causado pelo uso da chupeta.


Com isso, o lábio superior pode ficar encurtado, o queixo enrugado e as bochechas caídas, dependendo de como a criança realiza a sucção. Ao perceber essas alterações, o ideal é marcar uma consulta com um dentista especialista em aparelho dentário.



4. Interfere no desenvolvimento da dentição

Durante os primeiros meses de vida, a mandíbula e o maxilar da criança ainda estão se desenvolvendo. Dessa forma, a sucção da chupeta pode ocasionar problemas no posicionamento dos dentes que irão nascer.


Através disso, é possível que a criança no futuro tenha que utilizar aparelho dentário invisível para corrigir o desalinhamento dos dentes.



Como evitar os males causados pela chupeta

A sucção não-nutritiva da chupeta só deve ser feita, no máximo, até os 3 anos de idade. Apesar de não ser possível garantir que até essa idade não haverá problemas bucais para a criança, é mais provável que a mordida se ajuste sem intervenção.


Caso a criança não pare de utilizar a chupeta naturalmente até essa idade, procure por um dentista infantil e converse sobre como conduzir essa mudança de hábito para evitar problemas no futuro.


O uso da chupeta ortodôntica pode ser uma aliada durante essa transição, por possuir um bico menor, esse modelo de chupeta permite que haja o contato da língua com o céu da boca, impactando de forma mais leve a formação da arcada dentária.


Manter a higiene bucal da criança em dia é outro fator importante, pois a chupeta pode ajudar na proliferação de bactérias na boca. Caso haja dúvidas sobre quais produtos ou métodos utilizar, marque uma consulta com um dentista de sua confiança.


Somente um profissional será capaz de indicar os melhores produtos e tratamentos caso a chupeta cause danos para a saúde bucal do seu bebê.


Conteúdo desenvolvido pela equipe do Quali Vida, blog criado com o intuito de melhorar a saúde e o bem-estar por meio de conteúdos que reforçam a importância dos cuidados regulares.


44 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo